31 de jan de 2009

SEFU

Essa também recebi por email e achei ótima, acho que é mais ou menos o que achamos que os governos (entra um e sai outro, não muda nada) adorariam fazer. No fundo todos acham que nós temos cara de idiotas. Vejam bem se não é bem plausível, mesmo tratando-se de uma piada:

Prezados amigos:

Este é realmente um momento de muita emoção, pois queremos comunicar a nova criação do governo: a secretaria exclusiva para tratar de assuntos dos funcionários públicos: SEFU.

A secretaria denominada SEFU - Secretaria dos Funcionários tem por finalidade defender os interesses dos funcionários públicos e para melhor distribuição das atividades na secretaria, foram criados setores com atribuições distintas. Para melhor identificação das siglas, recomendamos obter na SEFU, o Boletim Oficial de Siglas Técnicas e Administrativas - BOSTA.

SEFU e seus setores
Veja a seguir, os setores mencionados.
SEDANI - Setor de Desenvolvimento das Aptidões Naturais Individuais
SELASC - Setor de Labor em Serviços Críticos
SEVIRE - Setor de Vantagens Individuais Restritas
SERRALI - Setor de Reposições Remuneratórias e Apoio aos Litígios
SELIXE - Setor de Literatura e Xerox
SEFERRE - Setor de Férias e Repousos
SESUMA - Setor de Sustentação e Manutenção de Arquivos
SEMATE - Setor de Meios de Administração do Tempo
SECUIDE - Setor de Cursos Individualizados para Desenvolvimento
SETOQUE - Setor de Tratamento Oficial de Questionamentos
SEMANCA - Setor de Manifestação de Capacidades

Portanto, não se esqueça jamais:
Se você estiver insatisfeito com o salário....SERRALI
Se você estiver desmotivado....SECUIDE
Se você tiver alguma reclamação a fazer....SETOQUE
Se você estiver insatisfeito com as suas funções....SEVIRE
Se você estiver insatisfeito com o ambiente de trabalho....SELASC
Se você quiser falar com a administração pessoalmente....SEMATE
Enfim, se você necessitar de qualquer coisa....SEFU !



Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

30 de jan de 2009

Frases dos candidatos... das quais só eu sei o final

Uma vez vi algo assim, não me lembro se era do Millôr ou do Stanislaw, mas me encantei com a coisa e resolvi escrever algo no gênero, a respeito das frases já batidas e velhas conhecidas nossas, repetidas incansávelmente pelos candidatos a qualquer coisa em época de campanha eleitoral. Qualquer semelhança com candidatos da vida real não é mera coincidência.

  • Conto com você... mas depois de eleito, não conte comigo.
  • Quando eu for eleito, as portas estarão sempre abertas para vocês... duro vai ser me encontrar lá trabalhando.
  • Tenho muitos projetos na área social... e como não tenho a mínima intenção de colocá-los em prática, nunca passarão de projetos.
  • Vou acabar com a miséria... começando pela minha família.
  • Sempre fui trabalhador... e não vejo a hora de me encostar num cargo público.
  • Vou me cercar de gente competente... meus filhos, irmãos, tios e primos.
  • Minha administração será voltada para o povo... voltada de costas.
  • Sou filho desta cidade... e como não pretendo ir embora, quero unir o útil ao agradável.
  • Apoio este candidato pois é de minha confiança... para encobrir todos os erros do meu mandato.
  • Em meu bolso nunca entrou dinheiro do povo... para isso, tenho uma conta-corrente.
  • A educação vem em primeiro lugar... no corte!



Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

29 de jan de 2009

Tolerância zero

Se tem uma coisa que eu detesto é pergunta idiota. Na hora vem uma resposta mal-criada na ponta da língua e não é sempre que eu consigo me conter como me ensinaram a fazer quando eu era pequenininha lá em Barbacena no colégio de freiras em que fui primorosamente educada. Mas pelo jeito não estou só, como mostra esse email bem-humorado que recebi outro dia e que partilho agora com vocês. Afinal de contas nunca se sabe, é bom ter umas respostinhas assim para uma ocasião de emergência.

Tolerância zero

Cena: Sujeito entrando em uma agropecuária.
-Tem veneno pra rato?
-Tem!, Vai levar? - Pergunta o balconista.
-Não, vou trazer os ratos pra comer aqui!!!

(Essa pergunta é de matar mesmo, melhor ainda é responder: "Não, vou trazer minha sogra pra tomar aqui.")

***

Cena: No caixa do banco, o sujeito vai descontar um cheque.
A pergunta: Vai levar em dinheiro???
-Não!!! Me dá em clips e borrachinhas!!!

(Essa eu já usei!!! A mocinha do caixa ficou com uma cara de tacho, o sorriso mais amarelo do mundo, quase cor de abóbora!)

***

Cena: Casal abraçadinho, entrando no barzinho romântico.
A pergunta: Mesa para dois?
- Não, mesa para quatro, duas são prá colocar os pés.

***

Cena: O sujeito apanhando o talão de cheques e uma caneta.
A pergunta: Vai pagar com cheque?
- Não, vou fazer um poema pra você nesta folhinha.

(Hilária! Estou me mijando de rir até agora!)

***

Cena: Sujeito no elevador (no subsolo-garagem).
A pergunta: Sobe?
- Não, esse elevador anda de lado.

(Se eu estou no elevador numa hora dessa, vão ter que me levar pro hospital mais próximo pra tomar um relaxante muscular para cortar o acesso de riso.)

***

Cena: Sujeito fumando um cigarro.
A pergunta: Ora, ora! Mas você fuma?
- Não eu gosto de bronzear os pulmões também.

(Pra essa pergunta eu tenho um monte de resposta mal-criada, tipo 'não, eu sou um agente disfarçado da CIA e isso aqui é uma câmera. Sorria, você está sendo filmado!')

***

Cena: Sujeito voltando do píer com um balde cheio de peixes.
A pergunta: Você pescou todos?
- Não, alguns são peixes suicidas e se atiraram no meu balde.

(Dá vontade de completar: por quê você não aproveita e pula também?)

***

Cena: Homem com vara de pescar na mão, linha na água, sentado.
A pergunta: Aqui dá peixe?
- Não, dá tatu, quati, camundongo, ..., Peixe costuma dar lá no mato...

(Putz, quem faz uma pergunta dessas devia se matar! Não dá peixe não, dá abobrinha, maluco!)

***

Cena: Edifício pegando fogo, funcionários saindo correndo.
A pergunta: É incêndio?
- Não, é uma pegadinha do Faustão!!!!!!

(Caraca, cada pergunta!)

***

Cena: Sujeito no caixa do cinema.
A pergunta: Quer uma entrada?
- Não, é que eu vi essa fila imensa e queria saber onde ia chegar.

(Não, vou pagar só a saída.)

***

Leia também: Tolerância zero (a minha)



Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

27 de jan de 2009

Metido a valentão


Vivemos ainda a cultura do machismo e tem cara por aqui que só não entra pro ku-klux-klan por dois motivos:
porque não tem no Brasil
porque não ia saber falar 'ku-klux-klan'

São trogloditas de carteirinha e que só fazem coisa 'de macho'. Frequentam academia e tomam bomba pra ficar marombados, depois andam de camiseta cavada modelo 'mamãe quero ser gay' e com o pitbull do lado. Quando andam é que nem gorila, com os braços afastados do corpo e a musculatura contraída que é pra dar volume.

Esses tipinhos não sabem, mais quanto mais aumentam os músculos mais encolhe o cérebro, isso sem falar em outros 'membros' que atrofiam. Então, quanto mais eles pensam que são homens, menos homens eles são.

Leia também no blog Ordem Suprema - Marombados



Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

26 de jan de 2009

10 coisas que não funcionam

Tem coisa que não dá o resultado esperado ou que não funciona da forma que se espera. Aqui vão as top 10 em minha opinião.

Portas giratórias dos bancos - imagino que foram feitas para evitar que entrássemos armados no banco e não para deixar a gente com cara de idiota quando apita pela décima vez e a gente só falta ter que tirar a roupa.

Remédios para emagrecer - você conhece alguém que realmente tenha ficado magro tomando essas maravilhas que a gente vê na TV?

Piscinões de SP - cadê que acabaram os alagamentos em São Paulo?

Plano de saúde - você só pode ficar doente depois de terminar a carência e se provar que não tinha a doença antes de contratar o plano. Também tem que se sujeitar a esperar por uma vaga.

Tentar se suicidar tomando analgésicos - até hoje só conheço uma pessoa, uma garota, que tomou uma cartela de analgésicos para chamar a atenção e acabou morrendo. Mas de forma geral não costuma matar, mas se a dose for cavalar você nunca mais vai sentir dor-de-cabeça na vida.

TV a cabo - era pra ser uma TV sem comerciais, já que não seriam os anunciantes que pagariam seus custos, e sim os assinantes - que pagam pra não ter comercial - mas tem. E o que eu vejo no Multishow? As reprises da Globo, que é um canal aberto.

Transporte público - eles acham que todo pobre quer ser sardinha quando crescer, então andamos enlatados. No final de semana, que a gente quer sair pra passear, retiram metade da frota que é pra garantir que a gente comece e termine o passeio esperando meia hora no ponto e ande enlatado também.

Cremes anti-rugas - não adianta, mais cedo ou mais tarde a gente tem que envelhecer e ainda não inventaram remédio anti-velhice. O único método infalível que eu conheço de não ficar velho é morrer jovem.

Predições de ciganas - a única vez que eu permiti que lessem a minha mão pra ver o que virava erraram feio e eu dei corda só pra ver o que virava. Estava casada e tinha tido um filho há 40 dias e a cigana sentenciou que eu era só e que meu maior sonho era ter um filho (eu já tinha 2) e que se quisesse ter um (porque eu era estéril, segundo ela) tinha que fazer um trabalho...

Fila rápida nos supermercados - já reparou que aquela fila onde você só pode entrar com menos de 10 coisas é a que demora mais? Acho que é porque colocam a funcionária mais lerda para atender.



Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

25 de jan de 2009

Me engana que eu gosto

Uma semana depois que o governo anunciou que a partir de 2009 qualquer pessoa iria ao INSS e se aposentaria em 30 minutos, a Rede Globo fez uma pesquisa e descobriu que na maioria das grandes cidades do Brasil só há vagas para fazer a contagem de tempo de serviço - e consequentemente solicitar a aposentadoria - para daqui alguns meses.

Em um dos casos, depois de muita insistência uma segurada conseguiu marcar uma entrevista para setembro de 2009. É mole? Me engana que eu gosto, o governo continua pregando uma coisa e fazendo outra, ou antes, pregando na teoria uma coisa que sabe que é impossível de colocar na prática.



Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

24 de jan de 2009

10 coisas destestáveis nos filhos dos outros

Já publiquei aqui que filho é que nem peido, a gente tolera os da gente e olhe lá. E é a pura verdade, porque os filhos dos outros são cheios de manias irritantes:

Criança que grita - começa a gritar sem motivo, se fosse meu mandava internar num hospício, sendo dos outros dá vontade de matar a mãe.

Criança que mexe nas coisas dos outros - dá vontade de colocar um monte de ratoeira espalhada pra tudo quando é lado só pra 'coletar uns dedinhos'.

Criança que faz pergunta indiscreta - no meu tempo criança não se metia em assunto de adulto nem 'especulava' a vida dos outros. Os tempos são diferentes e hoje elas perguntam o que querem e a gente tem que dar uma risadinha cor de abóbora, e a mãe faz de conta que é normal.

Criança que chama a gente de tia - no meu tempo tia era a irmã da mãe da gente, então tirando minha única sobrinha que nem me chama de tia porque mal me conhece - sou uma tia desnaturada - não reconheço em ninguém mais o direito de me chamar de tia. Meu tio é tão chato nesse negócio de o chamarem de tio, vô, ou coisa assim, que um dia estava bem sossegado sentado na varanda da casa dele lá em Birigui (que agora é assim sem trema mesmo) quando chegou um homem no portão e perguntou:

- Quer comprar um desses, 'seu Zé'?

Meu tio disse que não gostava que o chamassem de 'seu Zé', que era para chamar pelo nome dele, e se não soubesse que o chamasse de 'senhor'. O homem pediu desculpas e perguntou então o nome do meu tio. Contrariado, meu tio esclareceu:

- Meu nome é José.

Criança que maltrata animais - eu tinha gatos e cachorros e odiava quando as visitas traziam crianças que puxavam meus gatos pelo rabo ou que chutavam os cachorros, eu ficava torcendo para que os meus gatos as arranhassem ou os cachorros as mordessem, mas meus bichos sempre foram muito mais educados que as crianças que vinham à minha casa e nunca reagiram à agressão.

Criança que maltrata plantas - o planeta já está morrendo e se não ensinarmos às crianças que temos que cuidar e não destruir as plantas, em breve o planeta estará inabitável. Para evitar problemas eu sempre tive uns vasos de plantas venenosas tipo 'comigo-ninguém-pode' ou espinhosas bem na frente da casa que era para as crianças já se ferrarem logo e pararem de mexer.

Criança que bate em outras crianças - tem gente que devia conservar os filhos na jaula e quando saísse com eles, levar na coleira ou enforcador. Tem criança que morde e bate nas outras, acho que nem parecem seres humanos. Deviam tomar vacina anti-rábica anualmente.

Criança que não tem modos - no aniversário de 2 anos de minha filha fiz um bolo lindo em formato de borboleta, antes de todos os convidados chegarem chegou uma amiga com um peste filho de 3 anos que antes que todos chegassem ou que pelo menos fotografássemos o bolo que era o centro de toda a decoração da festa, enfiou literalmente o braço no bolo e arrancou a parte central. Esse era um dos que deviam ficar na jaula.

Criança que quer tudo o que vê - não pode ver ninguém tomando sorvete que quer, não pode ver churrasco que quer. São os sacos-sem-fundo e além de tudo nem comem nada, estragam a maior parte e daí a pouco querem outra coisa. Dá vontade de dar veneno de rato.

Criança que dá show - daquelas que se jogam no chão, esperneiam e gritam. Dá vontade de pisar por cima. A minha filha mais velha deu um show quando tinha 3 anos, dentro de um banco, porque queria um cofrinho da Delfin. Eu terminei o que estava fazendo e fui embora, deixei-a lá deitada no chão e berrando. O guarda veio correndo atrás de mim, dizendo que eu 'esqueci a nenê' e a nenê estava com ele, os olhos arregalados de susto. Eu disse que 'menina que chora e faz escândalo eu não quero, podem ficar para vocês'. Se foi o melhor método eu não sei, mas foi a primeira e última vez que ela fez isso.




Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

23 de jan de 2009

10 coisas que eu detesto nos programas de TV

Os programas de TV (daqueles de entrevista, calouros ou auditório) têm lá sua graça, mas tem também algumas coisas detestáveis. Veja algumas que estão no meu 'livro do ódio':

  1. Quando o apresentador 'se acha' - tipo o Jô, por exemplo, ele tem que entrevistar alguém e em vez disso fica contando pra pessoa - e pra gente por tabela - as experiências maravilhosas que teve quando morava na Suíça ou quando estava em Paris. Quando ele traz alguém no programa supõe-se que a gente vai ouvir as experiências do entrevistado e não do entrevistador. Acho que entrevistar é uma arte e poucos a dominam.
  2. Quando o apresentador não tem educação - tipo o Faustão, por exemplo, que interrompe a pessoa sem o menor constrangimento, faz uma pergunta e quando a pessoa abre a boca pra responder ele mesmo responde e já faz outra pergunta na lata. A pessoa às vezes fica até meio confusa, sem saber o que dizer.
  3. Quando o apresentador acha que sabe cantar - como o Raul Gil, que vez por outra resolve brindar o telespectador com sua voz horrorosa cantando uma daquelas canções que ele gravou em 1900 e antigamente. A gente atura porque não tem outro jeito, se puder eu mudo de canal.
  4. Quando o apresentador é burro (ou burra) - como a Luciana Jimenez, de vez em quando ela faz cada uma que só matando. Outro dia ela o cara chamava 'Baby' e ela perguntou como se lia o nome dele. Depois até ela achou engraçado, porque morou na Inglaterra e quando erra o português diz que esqueceu porque morou muito tempo na Inglaterra. A gente sabe que ela morou lá e até o que ela andou fazendo quando esteve por lá. Mas e quando ela faz uma pergunta dessas de uma palavra em inglês? Será que ela morou em Marte também?
  5. Quando o apresentador está por fora - tipo o Gugu, que uma moça disse que conheceu um rapaz no msn e ele perguntou o que era msn. Tudo bem que não use, mas é outro que deve morar em Marte.
  6. Quando o programa mostra 'mundo cão' - sabe aqueles programas que só mostram baixaria pra ganhar IBOPE? Acho o fim da picada, será que não tem coisa boa e construtiva pra mostrar?
  7. Quando o programa é um 'pseudo-psicológico' - daqueles que se metem a resolver os problemas familiares das pessoas, mas no fundo só querem mostrar barbaridades para ganhar IBOPE, como os anteriores.
  8. Quando o programa não tem horário fixo - tipo o Astros do SBT, todo mês muda o horário, até quem quer assistir não assiste porque não sabe quando começa.
  9. Quando o programa expõe as pessoas ao ridículo - tudo bem que tem gente que adora se expor ao ridículo, mas a maioria está crente que está abafando, são uns coitados e acho uma covardia ganhar IBOPE tirando o sarro em gente assim. O programa Astros agora embarcou nessa, um programa que era tão bom e que mostrava talentos novos, agora descambou pra exploração do ridículo alheio.
  10. Quando o programa fica ao Deus-dará - sabe aquele tipo de programa que não tem um 'script', ou até tem, mas o apresentador tem liberdade pra fazer o que quiser? Eu não gosto porque nem sempre o que ele decide fazer é o que você quer ver. E também eles viajam na maionese e acham que a gente tem que embarcar junto. Detestava quando a Hebe embarcava numas de se meter em política, assunto que ela não entende. E no dia que ela cismava, pra todos os entrevistados ela fazia perguntas variando sobre o mesmo assunto, que podia ser um decreto ou uma lei que estava sendo votada.
Eu até evito assistir certos programas que é pra não passar raiva, quem gostar que assista e que faça bom proveito...




Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

22 de jan de 2009

Novidades para quem passou as férias em Marte


Essa eu ouvi ontem no Globo Esporte: o Corinthians contratou o Ronaldo, mas por enquanto ele não vai vestir a camisa, só depois que ficar em forma.

É mesmo? Nossa, acho que essa notícia é para quem está voltando das férias de 2 meses em Marte, isto porque acho que no Pólo Norte deve ter TV, nem que seja parabólica. Eu até entendo que a área do futebol esteja pobre de notícias, o campeonato brasileiro nem começou e a maioria dos times está mesmo em espera, mas será que um programa como o Globo Esporte não tem nenhum outro esporte pra comentar? Então não deveria chamar Globo Esporte, devia ser 'Globo Futebol'. Se eu ganhasse 1 real cada vez que eles falam que o Corinthians contratou o Ronaldo acho que só ia precisar trabalhar depois de julho.



Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

21 de jan de 2009

Você lê o manual de instruções?


Sempre que compramos um aparelho novo, lá está bem debaixo de nossas fuças: 'consulte o manual de instruções antes de usar'. Mas porque é que ninguém lê? Será que é porque quem escreveu não tinha a mínima intenção de explicar nada? Sabe aquela frase famosa: 'eu não vim para explicar, vim para confundir'? Pois se ajusta como uma luva aos ditos manuais.

Ou você tira um fim-de-semana para decifrar o manual antes de ligar o aparelho ou aprende a lidar com ele como a maioria dos outros mortais, na base do ensaio e erro, e acaba não usando 50% das possibilidades do seu aparelho.

Eu tive um vídeo-cassete (ainda existe vídeo-cassete?) que tinha um monte de comandos, se bobeasse e a gente pedisse ele era capaz até de fritar um ovo, mas durante toda a sua vida útil o que eu fui capaz de fazer com ele foi enfiar uma fita de vídeo (ele começava automaticamente), ir pra frente e pra trás e parar. Meus filhos ainda usavam a câmera lenta, mas era apertando uma sequência de botões que eu nunca consegui lembrar quais eram quando eu precisava, então nunca usei. Um mês antes dele quebrar descobri como programar os canais da antena parabólica por eles e já estava até conseguindo chegar a um acordo sobre como programar pra gravar um determinado programa (isso presumindo-se que as emissoras brasileiras passassem os programas nos horários que estão previstos para irem ao ar), quando ele quebrou.

Aí vieram os aparelhos de DVD, com centenas de recursos. O máximo que eu sei fazer no meu é a mesma coisa, ir pra frente e pra trás, selecionar uma cena, selecionar legenda e som. E pra que mais, né? Se eu for olhar no manual já sei que vai ter um monte de explicação para apertar trocentos botões e vá para a página tal para configurar não sei o que. Aí você descobre que pra programar o não sei o que o não sei que mais tem que estar em estado de espera. E tome 'para botar o não sei o que em estado de espera, consulte a página...' Ai, meu saco!

Será que quem escreve o manual é um ser humano normal? Li uma vez que fizeram uma experiência nos EUA (eles adoram essas experiências idiotas que não levam a nada) e chamaram um engenheiro da NASA, daqueles que projetam foguetes, pra programar um relógio e acredita que ele ficou uma hora pra programar - e lendo o manual? Pois é, acho que pra entender esses manuais tem que ter no mínimo doutorado em física quântica ou engenharia eletrônica.

Pior é que a maioria das pessoas faz como eu, desiste e usa só as funções principais. Mas eu paguei pelos recursos que não estou usando, então esses manuais estão boicotando meu direito de usufruir de algo que eu paguei. Um manual devia por isso mesmo vir escrito em velho e bom português, não conter siglas nem nomes técnicos nem esses nomes que eles inventam para os aparelhos deles. E isso porque eu entendo inglês, imagina quem não entende. Eu até imagino o que seja 'source select' mas o que diabos seria 'Ch-level'? Eu até imagino mas cadê a coragem de apertar o botão e descobrir?

Acho que eles deviam fazer botões que funcionassem por si sós, é um saco descobrir que para botar minha TV em soneca eu vou ter que entrar em 3 menus e apertar vários botões até chegar onde eu quero! E meu home theater tem mais funções do que supõe nossa vã tecnologia. E será que algum mortal sabe usar tudo aquilo, além do técnico que criou e do idiota que escreveu o manual?



Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

20 de jan de 2009

55 frases de efeito para pessoas com defeito

1. 'O amor é como capim: você planta e ele cresce. Aí vem uma vaca e acaba com tudo.'
2. 'O novo email do governo é: planalto@lheira.gov.br
3.. 'Estamos numa época em que o Fim do Mundo não assusta tanto quanto Fim do Mês'
4. 'O homem é o único animal que consegue estabelecer uma relação amigável com as vítimas que ele pretende comer.'
5. 'Tamanho não é documento e dinheiro não traz felicidade'. (Autor desconhecido,pobre e de pinto pequeno)
6. 'Nunca fiz amigos bebendo leite'
7. Comer puta é igual Bung Jump: a emoção é Grande, mas se estourar a borracha você tá fudido!!!
8. 'Acho que estou com anorexia: Não estou comendo ninguém!'
9. 'De que adianta a beleza interior da mulher, se o pênis não tem olhos???'
10. 'O homem pensa demais porque tem 2 cabeças e... A mulher fala demais porque tem 4 lábios !!!'
11.Quer conhecer tua namorada.... CASA! Quer conhecer tua mulher... SEPARA!!!
12. Quando me casei, descobri a felicidade. Mas aí, já era tarde demais...
13. Casamento é uma tragédia em dois atos: civil e religioso
14. Amor é aquilo que começa com um príncipe beijando um anjo e acaba com um careca olhando para uma gorda.
15. Velho é aquele que quando jovem costumava ter quatro membros flexíveis e um duro. Agora tem quatro duros e um flexível.
16. Status é comprar uma coisa que você não quer, com um dinheiro que você não tem, para mostrar pra gente que você não gosta, uma pessoa que você não é.
17. Feliz é aquele que é tão bonito quanto a mãe acha que é.Tem tanto dinheiro quanto o filho dele acha que tem. Tem tantas mulheres quanto a mulher dele acha que ele tem. E é tão bom de cama como ele acha que é
18. 'Quem trabalha muito, erra muito. Quem trabalha pouco, erra pouco. Quem não trabalha não erra. E quem não erra... é promovido...'
19. 'Como é difícil se livrar de uma mulher fácil.'
20.'Sabe o que o argentino tem mais que o brasileiro? Tem mais é que se fuder'
21. 'A verdadeira bravura está em chegar em casa bêbado, de madrugada, todo cheio de batom, ser recebido pela mulher com uma vassoura na mão e ainda ter peito pra perguntar : vai varrer ou vai voar?'
22. 'Casamento é igual piscina gelada, depois que o primeiro tonto entra, fica falando para os outros: - Pula que a água tá boa.'
23. 'Eu li que fumar fazia mal, então parei de fumar... Li que beber fazia mal, então parei de beber... Li que comer gordura fazia mal, então parei de comer... Li que sexo fazia mal, então parei de LER!!!'
24.. 'Um cigarro encurta a vida em 2 minutos... Uma garrafa de álcool encurta a vida em 4 minutos... Um dia de trabalho encurta a vida em 8 horas'
25. 'Mulheres são como piscinas: O custo da manutenção é muito elevado se comparado ao tempo que passamos dentro delas.'
26. 'Se você sentir duas bolinhas encostando na sua bunda, não se preocupe, o pior já passou'.
27. 'Quem enxerga mais longe é o ginecologista... porque enxerga lá na casa do c......'
28. 'Se caminhar fosse bom para a saúde o carteiro seria imortal'
29. 'Se você é capaz de sorrir quando tudo deu errado, é porque já descobriu em quem pôr a culpa.'
30.. 'A posição sexual que os casais mais usam é a de cachorrinho: o marido senta e implora... a mulher rola e finge de morta!!!'
31. '90% do meu dinheiro eu gasto com bebida. Os outros 10% são do garçom'
32. 'Duro mesmo é quando.... você é um gêmeo Siamês. Seu irmão, colado no seu ombro, é gay. Você não é.. Ele tem um encontro esta noite. E vocês, só têm uma bunda'
33. 'Galileu, quando afirmou que o mundo girava ele simplesmente afirmou o que nós bêbados já sabiamos.'
34. 'Crianças no banco dianteiro podem causar acidentes... Acidentes no banco traseiro podem causar crianças.'
35. 'Eu bebo pra ficar ruim mesmo... se fosse para ficar bom eu tomava remédio'.
36.. 'A diferença entre uma mulher na TPM e um sequestrador, é que com o sequestrador ainda existe uma possibilidade de negociação.'
37. 'Se não puder ajudar, atrapalhe, afinal o importante é participar.'
38. 'Errar é humano. Colocar a culpa em alguém é estratégico.'
39. ' Sexo é como truco, Se você não tem um bom parceiro, é melhor que tenha uma boa mão... '
40. 'Os homens mentiriam muito menos se as mulheres fizessem menos perguntas'
41. 'Marido é igual a menstruação: Quando chega, incomoda; quando atrasa, preocupa'
42.. 'Se o horário oficial é o de Brasília, por que a gente tem que trabalhar na segunda e na sexta?'
43. 'Errar é humano, persistir no erro é americano, acertar no alvo é muçulmano.'
44. 'Roubar idéias de uma pessoa é plágio.... Roubar de várias, é Monografia'
45. 'Nas horas difíceis da vida você deve levantar a cabeça, estufar o peito, e dizer de boca cheia: Agora fudeu....!!!'
46. 'Já que cada vez mais as mulheres estão indo em busca de seus direitos, bem que na volta poderiam trazer uma cerveja...'
47. 'Mulher feia é que nem muro alto, primeiro dá um medo.... mas depois a gente acaba trepando.'
48. 'Não te cases por dinheiro, podes conseguir um empréstimo bem mais barato.'
49. 'Casar é a metade do divertimento pelo dobro do preço'
50.' Há 2 palavras que abrem muitas portas: Puxe e empurre. '
51. 'Não há melhor momento do que hoje para deixar para amanhã o que você não vai fazer nunca'
52. 'Todos os cogumelos são comestíveis... porém alguns só uma vez'
53.'Se tamanho fosse documento o elefante era dono do circo.'
54. 'Mulher feia é que nem pantufa.... dentro de casa é até gostoso, mas pra sair na rua dá uma vergonha...'
55. 'Filho é igual peido: você só agüenta o seu... e olha lá' .






Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

19 de jan de 2009

Top 10 - As piores cantadas


Cantada já é um troço chato, quando duas pessoas se conhecem e 'pinta um clima' a relação evolui naturalmente, sem necessidade de ninguém cantar ninguém. A cantada de rua, então... Só tendo muita cara-de-pau pra cantar mulher que está passando sossegada, mas tem malandro que não se toca, crente que está agradando fica dando uma de galanteador pé-de-chinelo, distribuindo gracinhas perfeitamente dispensáveis e de gosto duvidoso para as passantes. Algumas dão um sorrisinho amarelo, acho que de pura dó, e então o bobão se inflama e continua a palhaçada com redobrado entusiasmo.

Homem que age assim é só por costume, acho que nem quer ganhar mulher nem nada, se um dia a mulher parar e topar, é capaz de ele ficar todo enrolado, nem vai saber o que fazer... Algumas cantadas merecem o 'Troféu Framboesa', muito batidas, forçadas ou de gosto duvidoso, mas vamos lá prestigiar a canalhice do macho nacional:

  1. Você é a nora que mamãe sempre sonhou - eh, lai-lá! Essa ganha todas, nem devia concorrer. E quem é que vai querer ser nora da mãe de um idiota desses? Se fosse mesmo uma boa mãe ensinava o filho a trabalhar em vez de ficar perturbando quem está passando.
  2. Eh, lá em casa... - dito assim com ar de admiração. O que é que tem na sua casa? Não tem um balde e uma vassoura pra você fazer alguma coisa que preste, seu desocupado?
  3. Não sabia que boneca andava - e eu não sabia que macaco falava, seu otário! Darwin estava totalmente errado, nós não descendemos do macaco, o macaco é que descende de alguns seres humanos.
  4. Você pode me ensinar o caminho do seu coração? - Posso sim, você vira a primeira à direita e vai pro inferno! (Ou pra outro lugar que a elegância não me permite mencionar aqui.)
  5. Era uma mulher assim que eu queria... - Então empresta sua mãe que meu pai faz uma igualzinha pra você, seu bobão!
  6. Casada? Não tem problema, eu não sou ciumento. - Ciumento a gente já vê que não é, se é que consegue pegar mulher com uma conversa furada dessas, nessas alturas ela está em casa, com o Ricardão. Ainda bem que o tipo não é ciumento, é corno conformado.
  7. Se eu te visse sem roupa, morreria feliz. - E se eu te visse sem roupa morreria de rir.
  8. Qual é o telefone do cachorrinho? - Por quê, você está no cio, santa?
  9. Você ainda vai tropeçar no seu orgulho e cair nos meus braços. - Deus me livre, prefiro tropeçar na sua idiotice e cair fora daqui bem depressa.
  10. A gente já não se conhece de algum lugar? - Claro, eu era recepcionista na zona onde sua mãe trabalhava.
Aff... Já tenho 51 anos, quanto tempo será que ainda falta pra eu não ouvir nenhuma dessas nunca mais??? Não vejo a hora...


Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

18 de jan de 2009

Top 10 - piores notícias de 2008

O ano teve seu lado bom mas teve muita coisa desagradável!

  1. A volta da CPMF - o governo virou, mexeu e conseguiu fazer voltar a dita-cuja.
  2. Enchentes em SC - vimos pela TV o horror de perder tudo (inclusive a família) levados pela enchente. Vamos ver o que o governo fará para prevenir que aconteça de novo.
  3. PMs flagrados roubando coisas das vítimas da enchente - a enchente aconteceu, comoveu o Brasil, quem pôde colaborou. Aí pegam os 'guardas' roubando! É o fim do que é certo!
  4. Vítimas de PMs - houve várias, ou os PMs são melhor treinados ou acontecerá muito mais.
  5. Sequestro de Eloá - vimos tudo pela TV e a polícia ficou assistindo até que o pior aconteceu.
  6. Pedofilia - na TV vimos vários casos, o mais recente da garota de 12 anos, grávida.
  7. Bombardeio na faixa de Gaza - essa guerra não termina mais? Acho que estão guerreando desde os tempos da Bíblia. E quantos inocentes vão ter que morrer para que alguém faça alguma coisa pra impedir?
  8. Crise mundial - já está refletindo em nosso bolso.
  9. Corrupção - em 2008 não foi diferente, o último caso foi de Garotinho e sua turma. O que será feito para moralizar a política em 2009?
  10. Campanha eleitoral para prefeito - tanta bandalheira que alguns já foram cassados antes de assumir.
Espero notícias melhores em 2009, e nem citei todas, só 10, se fosse falar todas a lista chegaria a 100.

assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

17 de jan de 2009

10 coisas que os pais deviam ensinar aos filhos


Vejo tanta criança mal-educada ou que manda nos pais que tenho que fazer força pra ficar de fora quando vejo alguma coisa que me chama a atenção. Crianças que fazem cena e desobedecem aos pais deviam ser corrigidas. Se eu já fosse avó, ia dar a lista pros meus filhos das 10 coisas que os pais deviam ensinar aos filhos.

  1. Respeite os outros - Não é questão de idade ou de hierarquia, convivemos no mesmo planeta e temos que respeitar a individualidade e liberdade alheia.
  2. Não incomode - crianças que ficam correndo ou gritando em locais públicos é porque os pais não tem desconfiômetro, ou não lhes dão educação.
  3. Não mexa no que não é seu - vejo nas lojas crianças mexendo e quebrando coisas. Se não é seu, não mexa.
  4. Não fique fazendo perguntas - nada mais chato que uma criança nos fazendo um monte de perguntas idiotas ou indiscretas, ainda mais se for em voz alta e estridente.
  5. Não encare as pessoas - é chato alguém encarando a gente, dá vontade de abaixar e dizer: 'que gracinha' e dar um beliscão na bochecha pra amanhecer com a cara roxa.
  6. Não aponte com o dedo - ficar observando já é ruim, fazer comentários e apontar ainda pior.
  7. Roupa suja se lava em casa - nada de cenas, se não gostou de qualquer coisa, resolvemos quando chegarmos em casa.
  8. Não fique pedindo coisas - a não ser que você seja banqueiro, não vai poder comprar tudo o que a criança pedir, e nem convém tentar. Ensine a ter uma noção realista sobre o dinheiro desde cedo. Diga que não tem dinheiro ou que precisa comprar coisas mais importantes.
  9. Não saia de perto do adulto quando fora de casa - além de ajudar na educação previne acidentes.
  10. Não mexa no que não conhece - evitam-se muitos problemas e além do mais podem quebrar algo valioso ou sofrerem um acidente mexendo em algo perigoso.

assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

16 de jan de 2009

Os 10 mais chatos da TV em 2008

O que tem de gente chata na TV não está escrito, pior que parece que quanto mais chato, melhor. Veja a lista, você concorda?


Luciana Gimenez - de vez em quando dá um 'fora' nos convidados. Não sei o que ela está fazendo na TV, que ela é bonita e esperta todo mundo já sabe (Mick Jagger que o diga) mas o que mais?
Gugu Liberato - Ai, aquele jeito de inocente e bom-moço não cola, pra mim ele é muito bobo!

Silvio Santos - não tem nada de interessante, ele deve achar que as 'colegas de trabalho' têm QI abaixo de 50!

Fantástico - a cada ano eles dão uma mexida pra ver se melhora e fica cada vez pior. O domingo espetacular da Record é mais parecido com o Fantástico de uns anos atrás e bem mais interessante.

Globo repórter - esse então, uma chatice. Semana sim, semana não, mais parece o 'Mundo Animal'. E só denunciam, depois arquivam tudo e esquecem.

Faustão - esse além de chato é mal-educado e não deixa ninguém falar.


Jô Soares - eu até gostava dele como humorista, mas como apresentador... Tem um ego enorme e em vez de entrevistar o convidado, ou fica repisando a mesma piadinha (tirando o sarro do entrevistado) ou fica contando as histórias dele. Afinal quem está sendo entrevistado?



Ratinho - Deus me livre, quanta baixaria! Pra mim além de chato é mau-gosto puro!



Raul Gil - só se salvam os calouros, o resto é muito chato, como aquele quadro do 'pra quem você tira o chapéu', claramente para criar polêmica. E mesmo os calouros sendo bons a gente tem que aturar o Raul.



Big Brother Brasil - não sei que graça tem ficar 24 horas por dia assistindo a essa novelinha da Globo, que está mais do que na cara que é manipulada. É o campeão de todos, pior é que vem aí nova temporada, não vai dar nem pra por na Globo porque tem chamada toda hora!

assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

15 de jan de 2009

10 coisas que odeio nos comerciais de TV


Eu adoro comercial de TV, dependendo do programa eles valem muito mais a pena que o próprio programa. Entro em site pra assistir vídeos de comerciais antigos e fico horas assistindo. Mas existem algumas coisas irritantes nos comerciais, se faltar alguma acrescente através de comentário, ok?

  1. Propaganda enganosa - claro, essa é a pior. A Net anuncia 'internet a partir de 39,90', mas liga lá pra ver se tem, não tem. Só a partir de 90 por mês. E o creme dental que deixa o dente mais branco? Detesto quando me fazem de idiota.
  2. Exploração da imagem da mulher - vão beber cerveja, botam mulher de biquini. Vão vender carro, mulher de biquini. O que que tem a ver?
  3. Jingles idiotas - alguns jingles ficaram até para a história como o da Cobertores Parahiba, mas alguns não dá pra aguentar, são imbecis demais.
  4. Cópias de outros comerciais - uma empresa faz um comercial, a outra faz quase tudo igual, só muda o jingle. Ou então a empresa faz um que (acha que) deu certo, então faz logo uma série, todos quase iguais.
  5. Porpaganda de novela - se novela já é chato, propaganda então é um pé no saco.
  6. Propaganda que repete toda hora - tudo bem que o patrocinador pagou, mas se pagou tão caro pra aparecer toda hora, por quê não fez mais comerciais? A gente acaba decorando, todo intervalo lá vem ele de novo...
  7. Maus atores - é comercial mas os atores têm que dar um mínimo de credibilidade à cena, não precisa ficar tão evidente que é tudo decorado.
  8. Comerciais nada a ver - inventam um comercial não se sabe tirado de onde, a gente vê e fica sem entender nada. Um exemplo é o de um refrigerante que tem 3 calorias, aparece um macaco que pega 3 bananas em vez de 0 bananas. Aí o cara vira pra gente e diz: 'viu, 3 é melhor que zero'. Banana pode ser, mas caloria não, idiota!
  9. Comercial furado - o comercial já é velho e resolveram passar de novo pra não ter que fazer outro, mas o número do telefone já mudou faz tempo.
  10. Comercial que acha que engana a gente - aparece um 'dentista' com plaquinha de dentista e tudo, de jaleco, e fala pra comprar o creme dental x. Eles pensam que a gente é idiota? A gente sabe que é um ator e não um dentista, poxa!
Leia também:
Como passar um dia agradável em frente à TV

assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

Aniversário do Livro do Ódio


Hoje o Livro do Ódio está completando 1 ano de idade, ainda falta muito para atingir a maioridade, estamos ainda engatinhando por aqui... Durante esse ano que passou o blog (apesar do nome) me deu muitas alegrias e tornou-se um de meus favoritos, acho que é porque tem a minha cara, já que eu sou meio 'estouradinha'. Já fui mais do que sou hoje, antigamente por dá cá aquela palha eu arrumava uma encrenca danada e depois não queria sair de jeito nenhum.

Com a idade e a experiência fui aprendendo a dominar o mau gênio, hoje eu busco o equilíbrio e antes de entrar numa boa briga me pergunto se vale mesmo a pena. Deixei de ser kamikaze e acho que valeu a pena. Uma das formas que encontrei de melhorar o estado de espírito quando alguma coisa me irrita é falar sobre ela aqui no Livro e descobri que muita gente partilha de meus pequenos ódios do dia-a-dia.

Longe de ser um local para destilar veneno apenas, o Livro do Ódio tem me servido para amenizar um pouco a raiva dessas situações desagradáveis que todos temos que enfrentar e é também uma tentativa de ligar o 'desconfiômetro' de 'algumas pessoas' porque ele deve ter defeito de fábrica. A esperança é de que lendo alguma coisa irritante aqui no Livro e se identificando como 'agente causador' da irritação alheia, façam um exame de consciência e corrijam esse comportamento antes que alguém parta pra briga com elas.

O Livro do Ódio trata com uma dose de humor as nossas misérias do dia-a-dia, tentando fazer com que pareçam ao menos engraçadas para quem está lendo, já que quem passa por algumas dessas situações não vê graça nenhuma. Eu mesma confesso que às vezes tenho dificuldade de ver o lado engraçado ou irracional de algumas situações, o que eu gostaria mesmo é de esganar a pessoa na hora, mas penso comigo 'deixa estar, que seu nome vai estar no meu Livro'.

O Livro do Ódio tem sido isso, uma espécie de desabafo da autora aqui e que encontra eco em algumas cabeças que pensam como eu ou que despertam a ira de outros que não partilham da mesma opinião. Desde que não partam para a agressão o comentário será publicado aqui e o blog estará sempre aberto ao diálogo. Mas não esqueçam, isso aqui não é uma democracia, é um blog que tenta ser totalmente parcial quando se trata de coisas irritantes, mesquinhas ou puramente irracionais.

Obrigada a todos os leitores e visitantes que caem aqui graças ao 'Titio Google' que tem sido de uma gentileza ímpar comigo, já disse que se meu quinto casamento não der certo, da próxima eu vou casar com o Google.



Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

14 de jan de 2009

Oi X Outras operadoras - quem ganha essa briga?

Como consumidora estou assistindo essa briga de camarote, cada operadora quer oferecer uma promoção mais vantajosa que a outra. E eu adorando, aproveitando todas, já comprei um ship de cada uma. Mas se não fosse a Oi nem poderia usar, já que até recentemente desbloquear celular era a maior dor-de-cabeça, além de sair super caro.

Agora com os quiosques da Oi ficou mais fácil, se bem que tem operadora que ainda resiste, a Claro só desbloqueia se o celular foi comprado a pelo menos um ano, alguns modelos não tem como desbloquear. Ainda está faltando muito para fazer valer a lei que diz que se você comprou o celular ele é seu (óbvio ululante) então você pode usar como quiser e com a operadora que escolher. Mas acho que até 2050 a gente chega lá... Pena que não vou estar viva até lá.

Leia também:
Empresas de telefonia celular burlando a lei

assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

13 de jan de 2009

10 coisas que odeio quando faço compras

E lá vamos nós com outra LISTA TOP 10, dessa vez sobre compras. Comprar é bom mas tem coisa que deixa a gente irritada. Se esqueci de alguma, acrescenta aí, colega!

  1. Vendedor fominha - ele atende mais de um cliente de uma vez, não te dá muita atenção e se ele achar que você não vai comprar vai te deixar de lado.
  2. Vendedor insistente - você já disse que não vai comprar, ou que quer de outra marca mas ele parece que tem cera no ouvido e continua tentando te empurrar o produto à força.
  3. Vendedor falso - aquele tipo que te chama de 'querida' e 'amor' e te trata como se fossem velhos amigos só pra dar uma falsa impressão de intimidade e companheirismo. Pura falsidade!
  4. Vendedor fresco - você fala uma coisa que ele (ou ela, mais provável) não gosta e lá vem aquela cara de nojo. Ou então você entra na loja, ele te olha dos pés à cabeça e conclui que você é um pé-rapado e não vai comprar nada e nem te atende.
  5. Liquidação de pobre - quando aquelas lojas de 1,99 fazem liquidação é um inferno. Outro dia fui numa loja de roupa barata comprar um moleton pra ficar em casa e estavam liquidando. A mulherada arranca as coisas da mão da gente, acredita?
  6. Loja com som alto - outro dia entrei numa loja de calçados mas o som estava tão alto que eu nem ouvia a vendedora. E ainda por cima era música sertaneja, saí fora de lá bem depressa.
  7. Fila no caixa - a gente escolhe e quando chega a hora de pagar, uma fila quilométrica. Dependendo do que eu estiver comprando, largo lá e venho embora.
  8. Lojas que não fazem demonstração - fui comprar um celular e acredita que a vendedora se recusou a ligá-lo, dizendo que era politica da loja? Foi nas Casas Bahia do centro de Diadema, aquela que fica em frente à Praça Castelo Branco. Como eu não vou comprar nada sem ver primeiro, fui na outra Casas Bahia (da Av. São José) e comprei logo dois celulares, porque me deixaram ver à vontade. Deu vontade de voltar na primeira loja e mostrar pra outra vendedora que eu tinha comprado na outra loja, mas meu marido estava comigo e disse que parecia provocação.
  9. Corredores estreitos - colocam um monte de mercadoria e esquecem que o cliente vai ter que passar por ali pra comprar. Fica tipo mão única, a gente tem que esperar o cliente sair pra entrar no corredor pra procurar o que a gente quer. Tem uma loja de cosméticos aqui em Diadema que é assim, a loja até que é boa mas nem entro porque o espaço entre as prateleiras mal dá pra passar.
  10. Falta de troco - você fica horas escolhendo, atura vendedor chato, outras arrancando mercadoria de sua mão e quando vai pagar, além de entrar numa fila enorme ainda tem que esperar eles providenciarem o troco.
assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

12 de jan de 2009

10 coisas que odeio em um homem

Não vou aqui falar das grandes falhas de caráter (tipo mentir, trair, não gostar de trabalhar) mas sim de algumas manias masculinas que eu simplesmente odeio. E veja se concorda comigo ou se tem mais algumas para adicionar à lista:

  1. Homem que fala segurando ou passando a mão - tem coisa mais irritante? Ele fala segurando, alisando. Se bobear é capaz de apalpar. Sai pra lá!
  2. Homem que se esfrega na gente dentro do ônibus - que coisa de tarado pobre, hein? Coisa de quem não arruma mulher ou então quer se mostrar. Mas ninguém acha isso bonito, e é capaz de qualquer hora ele ainda levar umas bolsadas na fuça. Ou ser linchado (tomara).
  3. Conquistador barato - daquele tipo que você está passando sossegada, nem está vendo o elemento e ele diz 'bom dia, morena!' ou pior ainda 'essa é a nora com que mamãe sempre sonhou'. Ou outras babaquices do gênero. Ele acha que é o Casanova, imaginem!
  4. Homem que puxa papo com segundas intenções - você está lá bem folgada esperando o seu ônibus e ele começa: 'que demora, hein?'. Você concorda e daí a pouco ele está pedindo o número do seu telefone.
  5. Fofoqueiro - se mulher fofoqueira já é feio, homem então nem se fala! Pior é que homem quando dá pra ser fofoqueiro não tem pra mais ninguém!
  6. Dono da verdade - não importa o assunto, ele sempre vai estar com a razão, e se for preciso ele desce das tamancas, portanto nem se atreva a discordar.
  7. Fanático - ele é fanático por qualquer coisa, então só fala nisso. Dia e noite, sem parar, ele só vai falar naquele mesmo assunto. Parece mais um disco de vinil furado.
  8. Cheio de não-me-toques - normalmente bem vestido, de terno e pasta 007, qualquer coisinha e lá está ele reclamando seus direitos e dando lição de moral, de preferência em público, em alto e bom-som, que é pra todo mundo ouvir. Um exibicionista de carteirinha!
  9. O que coça o saco - será que é micose ou falta de educação? Se enfiar o dedo no nariz ou palitar os dentes em público já é feio, e coçar o saco então? E tem uns tipos que não estão nem aí, estão conversando com uma mulher, e mandando a unha, como se fosse a coisa mais natural do mundo!
  10. O que fede - será que ele pensa que desodorante é coisa de mulher? Ou é apenas um cosmético? Ou frescura? Acho falta de respeito com o nariz dos demais, se quer feder, que vá catingar bem longe do meu nariz!
assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

11 de jan de 2009

Eu sou a única que odeia o Galvão Bueno?


Pode ser um jogo ótimo, meu time estar ganhando na final do campeonato, mas se for o Galvão que estiver narrando, vou ficando irritada e no segundo tempo nem consigo mais prestar atenção no jogo. Não sei o que acontece mas acho que alguém que narra um jogo em cadeia nacional na maior rede de TV aberta do país tem que ser muito melhor do que ele é.

Ele pode entender tudo de fórmula 1 e ser o papa do assunto, mas quando narra futebol eu estremeço cada vez que ele abre a boca, porque da sua boca só sai bobagem. As 'pérolas do Galvão' rodam a internet e são todas reais. Coisas como 'aqui nesse país é assim, quando começa a formar nuvens negras daí a pouco chove' são normais quando se trata de Galvão. Acho que ele fala primeiro, depois pensa - se é que pensa.

Além de tudo é grosso, chama um coitado de um árbitro para comentar a arbitragem e quando o cara comenta (que é o que é contratado para fazer) o Galvão diz que ele está errado. Então pra que chamaram o árbitro se o Galvão é o sabe-tudo, o dono da verdade?

Eu fiquei passada quando ele foi à Copa, com um mês de antecedência e já sabia o jogo que ia narrar e nem se deu ao trabalho de aprender os nomes dos jogadores, na hora do jogo só dizia o número e alegava que 'os nomes eram muito complicados'. Falta de respeito e pouco profissionalismo, ele viaja para o exterior, ganha um salário milionário para narrar o jogo, será que era pedir muito ele aprender pelo menos o nome dos jogadores? Na posição que ele ocupa era pra saber o nome e a biografia para explicar pra gente na hora de narrar.

Uma mania idiota dele que me irrita muito é narrar o que eu estou vendo. Ele acha que é narrador de rádio, em vez de dizer coisas que o leigo não está vendo (como 'o Fulano pegou a bola e pode passar para Beltrano, que está à esquerda e não está em impedimento).

Além de tudo isso ainda tem uma conduta anti-ética, vejam só esse vídeo dele, falando do Pelé. Assistam até o fim e vejam só que atitude horrorosa do Galvão. Ele 'se acha'!



Em matéria de futebol, Galvão, se comparado com o Pelé você não é ninguém.


Leia também:
Pesquisa - Galvão Bueno

assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

10 de jan de 2009

Bater nos filhos: crime ou castigo?


Sou da velha guarda, no meu tempo criança só tinha o direito de ficar calada. Por dá cá aquela palha o coro comia! E nem existia conselho tutelar, todos achavam que criança se criava no chicote. Mas nos anos 70 uma palavra mágica começou a mudar o panorama da educação dos filhos no Brasil: psicologia. A psicologia era a moda, era moderna e era o substituto das pancadas. Não se usava mais o chinelo, usava-se psicologia.

Eu sempre acho que bom-senso e 'extremos' são duas coisas que não combinam bem. Quanto mais extremista a posição de uma pessoa, mais insensata me parece. Anos se passaram e temos aí uma geração que não sabe o que é receber um tapa ou um castigo, mas que não sabe aceitar um 'não'.

Os pais esqueceram-se que 'educar' não é apenas suprir de tudo o que a criança precisa, mas também 'educá-la', torná-la apta a conviver com os outros seres humanos do planeta, respeitando as regras de convívio da sociedade. Respeitar os outros membros, respeitar a hierarquia, cumprir suas obrigações, são ítens básicos na educação de uma criança.

Como educamos

Se antes se recorria à violência e às surras (que não matavam ninguém) hoje é tudo na base da conversa e da negociação. Eu concordo que conversar é sempre a melhor saída, mas quando essa não surte efeito, defendo o castigo, que pode ser a retirada da mesada, dias sem acesso à internet, etc. Em casos mais extremos, defendo até uns tapas e umas boas palmadas na bunda. Acho que em alguns momentos só a dor física é que pode dar um jeito na coisa, mas usada em casos extremos de reincidência após ter passado pelas outras etapas (conversa e castigo) e umas palmadas não quer dizer pancadaria, nem que se vá descarregar a raiva na criança. As palmadas devem doer para não desmoralizar mas não devem machucar nem deixar marcas, nem ser aplicadas em outros lugares, mas da bunda para baixo.

Essa opinião é minha, mas aceito quem pense o contrário, desde que realmente eduquem a criança. Não importa qual o método que você está usando se os efeitos forem os desejáveis. Se seu filho agride outras crianças, não obedece ninguém, tem crises de choro ou raiva quando ouve um 'não', desrespeita autoridade, não sabe se comportar em público, alguma coisa em seu método não está funcionando.

assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

9 de jan de 2009

12 anos e grávida de um pedófilo - quando o aborto deve ser permitido?


Foi veiculado na TV essa semana o caso de uma garota que foi sequestrada por um vizinho pedófilo de 39 anos. O sujeito era amigo de seu pai, frequentava sua casa e aproveitando-se de sua confiança sequestrou-a e manteve-a em cativeiro por 3 meses em outra cidade.

Nesses 3 meses ela foi vítima de maus tratos, espancamento e abuso sexual de todas as formas e só escapou porque se aproveitou de uma saída do bandido para chamar a atenção de uma vizinha e pedir socorro.

Resgatada, logo foi descoberto que ela, agora com 12 anos, está grávida. A família quer um aborto porque alegam que ela é muito nova para ter um bebê, que foi colocado dentro dela contra sua vontade.

Nesses casos o aborto é permitido, bem como quando a vida da mãe está em risco. Eu não faria, sou contra o aborto. Não faria se minha vida estivesse em risco, se a criança não tivesse cérebro, nem se eu fosse estuprada. Mas isso é a minha opinião.

Imagino que deva ser terrível carregar no ventre o filho de seu estuprador, e mesmo sendo uma criança inocente, que também é seu filho, deve ser uma situação muito complicada. Entendo que quem faz um aborto tem suas razões e só a Deus deve prestar contas delas, e não julgo quem faz. Minha posição contra o aborto é a de eu não faria em nenhuma circunstância. Mas não julgo ninguém e acho justo que as mulheres que consideram que o aborto deve ser legal em outras situações lutem por isso. E nem acho que a lei deva proibir o aborto porque é uma questão íntima de cada uma.

O aborto não envolve simplesmente uma vida, em alguns casos a criança vindo ao mundo pode destruir várias vidas, se não tiverem estrutura para aceitá-la. Em minha opinião o aborto deveria ser permitido e cada uma o fizesse de acordo com suas crenças e valores, já que simplesmente proibir não ajuda ninguém. E mesmo se fosse permitido em qualquer caso, eu continuaria não fazendo em nenhum, mas como eu disse, essa é a minha posição.

E você, que pensa do assunto? Acha que há circunstâncias (como essa, da garota, por exemplo) que justificam o aborto?

assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

8 de jan de 2009

O que você se arrepende de ter comprado no ano passado?

Foi amor à primeira vista. Assim que o vi senti que tinha que ser meu. Eu estava procurando um MP3 para meu marido e assim que vi aquele MP6 ali na vitrine, com som e imagem, rádio e ainda por cima 2 linhas de celular entrei na loja na hora.

Não foi uma compra impulsiva, olhei e perguntei, vi como funcionava e fui para casa com a sensação de que tinha descoberto a pólvora. Eu e meu marido conversamos, ele foi à loja comigo e apesar do preço salgado concordamos que seria uma boa compra.

Assim que passou o entusiasmo inicial e que fui me familiarizando com a geringonça começaram a aparecer os 'contras'. Acostumada aos celulares Nokia logo comecei a ficar irritada com a quantidade de menus que eu tinha que acessar para fazer as coisas que no antigo celular eu fazia com o toque de um botão.

A graça da tela que respondia ao toque acabou logo, e quando eu percebi que o som era bem inferior ao meu (não tão) antigo modelo da Nokia comecei a me lamentar pela compra. Sete meses se passaram e hoje estou comprando outro modelo da Nokia. Não tem tantos recursos mas eu já estava cansada do MP6.

O pior foi quando percebi que apesar de toda a tecnologia (edita fotos e vídeos) a função 'celular' é bem deficiente, quase primária. Manda SMS e tudo o mais, nunca consegui mandar um MMS com ele. E mesmo para escrever os SMS pastei até acostumar e até hoje evito porque há umas 4 ou 5 etapas antes de ele estar finalmente pronto (ufa!) para enviar.

A experiência valeu porque se de um lado ganhei em tecnologia, por outro perdi em funcionabilidade. E eu não tenho paciência para aparelho complicado, quero tudo facilitado e configurável anteriormente. Gosto de aparelhos que 'aprendem', você faz uma coisa e da segunda vez que vai fazer ele já te oferece a opção que você usou da primeira vez.

Para mim o maior problema dos aparelhos da Nokia é o design, que não é tão bonito quanto os da Motorola ou os da LG. Mas de que adianta beleza se não é prático? Voltando à Nokia agora eu escolhi um modelito bem bonito e pré-testado, já que minha filha comprou um desses o ano passado e está super-contente com ele. E é bem bonitinho, não acham?



E você, qual foi a compra de 2008 que você lamenta ter feito?

Leia também:
Celular, internet e telefone fixo
Feriadão...
Oi em São Paulo - estava bom demais para ser verdade
Empresas de telefonia celular burlando a lei


assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

7 de jan de 2009

Só falam em desgraça


Se você quiser passar mal, ter dor-de-cabeça, mania de perseguição, pressão alta, má digestão, basta ligar no noticiário da TV que não dá outra. Se estiver com depressão aconselho a nem ligar a TV ou você se pincha da primeira janela que estiver por perto.

É raro ver alguma coisa boa, só falam em desgraça. Balas perdidas (que só acham gente boa pra matar), corrupção, rebelião, greve, inflação. Mas o que eu cobro das emissoras de TV nem é falar de outras coisas, já que a notícia é esta mesmo, mas fazer isso com mais seriedade e respeito ao público.

Outro dia eu estava vendo um sequestro na TV, era na praia e assim que o repórter falou de lá já anuncio o fim do sequestro. Acredita que cortaram o som na hora e ficaram depois mais 2 horas mostrando imagens do sequestro como se fosse ao vivo, só pra ganhar audiência? O sequestrador já estava até morto e eles lá mostrando o 'sequestro ao vivo'.

A seriedade que eu cobro é a de não ficar pulando de uma notícia pra outra, mostrando apenas o que está nas bocas. Se denunciam, têm que acompanhar depois, porque não adianta denunciar um caso de corrupção e depois deixar ao deus-dará, tem que noticiar todo dia até resolver. E pressionar, cobrar resultado. Isso é o papel da imprensa, colaborar para que tenhamos uma sociedade maior, e não apregoar a desgraça aos quatro ventos.

E sobre esse negócio de notícia, tenho uma pergunta: POR QUE É QUE NÃO TEM BALA PERDIDA EM BRASÍLIA?

Leia também:
Propaganda eleitoral gratuita

assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

6 de jan de 2009

Mudança nas novelas


Novela é aquele troço chato, que fica te enrolando meses a fio, na esperança de que aconteça o que só vai acontecer no último capítulo. Vão te enrolar até você criar teia de aranha na frente da telinha. E não têm nada de criatividade, tudo que acontece em uma e que dá certo daí a pouco acontece em outra.

E depois ainda tentam te catequisar. Vira e mexe inventam um assunto que resolvem assim do nada botar na boca de todos os personagens: 'tem que tomar cuidado com o mosquito da dengue', 'faça exame de próstata todo ano', 'se beber não dirija', e por aí vai.

Só não te mandam trabalhar porque em novela ninguém trabalha, e se trabalham é só bico, a maior parte do tempo estão às voltas com mexericos. A traição do Orlando Alfredo, as bebedeiras da Teresa Margarida. Já reparou que em novela mexicana todo mundo tem 2 nomes?

Mas minha filha, que sempre está acompanhando alguma novela, me garante que já não é mais assim, que em novela agora acontece de tudo. Que se você ficar 2 dias sem assistir, quando for ver de novo já morreram 3 personagens. Ótimo. Eu como não assisto, vou começar a assistir e ficar um mês sem ver, quem sabe morrem todos!

Veja também:
Que os diabos levem as mocinhas das novelas

assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

5 de jan de 2009

Pior é impossível


A televisão está se superando, já perdi a conta das reprises de filmes idiotas só nessa semana. Será que eles pensam que a gente quer mesmo ver 'Debi & Loid' pela milésima vez? Ou aqueles filmes de natal que a gente já viu em 2007, 2006...

Na TV paga não muda muita coisa, apenas você tem várias opções de canal pra ver A MESMA REPRISE. Reprisam a semana toda em um canal, depois na próxima reprisam em outro. A única diferença entre a TV paga e a TV aberta é que na aberta você não paga nada. Até os seriados da TV paga passam na TV aberta. Ah, os comerciais da TV aberta são mais bonitos, isso é verdade. Mas quem é que paga pra ver comercial? E se a gente já está pagando, pra que precisam de patrocinadores?

Vamos fazer votos de que a TV fique um pouco (pelo menos) melhor em 2009, já que ficar pior - convenhamos - é impossível!

Leia também:
Que os diabos levem as mocinhas das novelas
Como assim?
Como passar um dia agradável em frente à TV, se você for mulher
Galvão Bueno - pesquisa
As chamadas dos programas

assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

Ratings by outbrain