4 de out de 2008

Inveja mata!

Desde que comecei a trabalhar os colegas me chamam de "caxias", "puxa-saco", "amiga do chefe". É, mas eu é que sei... Vêem a pinga que tomo mas não o tombo que eu levo!

"Amiga do chefe" eu não sou, quando muito temos uma relação de camaradagem no ambiente de trabalho. Desde cedo o chefe percebe que costumo acatar ordens desde que sejam aceitáveis, ou seja, faço o meu serviço da melhor forma possível. Detesto levar "bronca" e quando levo uma me desculpo se estiver errada. Se o chefe for do tipo que "chega chegando", berrando e humilhando, a coisa entorta porque eu dou-lhe um esculacho na moral, não quero nem saber. Se ele perder a linha, vai ter que entrar de novo nela ou me demitir (sem justa causa) porque senão vou até às últimas consequências.

Quando estou errada me desculpo, conserto e agüento as conseqüências, não boto a culpa em ninguém - desde que a bronca seja dada numa boa. Chefe que gosta de montar nas costas de funcionário, quando monta na minha leva um tombo daqueles!

O chefe que não é besta logo percebe que vai ter que me tratar com o mesmo respeito com que eu o trato, ou vou tratá-lo com muito mais grosseria do que ele me tratar. Mas ele também logo percebe que pode sempre contar comigo, farei todo o possível para levar adiante projetos, melhorias, trabalho extra. Gosto de trabalhar e isso o chefe também logo percebe. E aí acho que ele começa a analisar e decide que é melhor ter-me como aliada do que como inimiga. Deve haver vantagens para ele, se começa a me tratar bem e me dá broncas a portas fechadas e cheio de dedos. Se acontece acho que é puramente porque trabalho direito e me faço respeitar.

Puxa-saco nunca fui, detesto que se pendura no saco do chefe e fica só na bajulação. E nem faço amizade, não gosto de misturar vida profissional com pessoal. Por mais que eu me dê bem com o patrão, nunca me sentiria à vontade freqüentando a casa dele, ou ele a minha. Ele fica lá na casa dele e eu bem sossegada aqui na minha.

Caxias pode ser que eu seja, se é que é ser caxias querer fazer o trabalho bem feito e colaborar com os colegas para que melhorem o deles também. Quem acha que isso é ser caxias, eu discordo, acho que sou paga para isso, estou apenas fazendo minha obrigação. Há direitos e deveres, prefiro descuidar dos direitos que deixar os deveres de lado.

Então acho que quem me chama disso e daquilo precisa mesmo é cuidar do próprio serviço e deixar que eu faça o meu do jeito que eu sei fazer. Não preciso de fiscal, acho que no fundo quem fica falando dos outros pelas costas sente inveja da competência alheia. Se gastassem mais tempo fazendo seu trabalho e achando meios para otimizá-lo como eu faço, garanto que seriam eficientes também e em breve o chefe estaria tratando-os bem melhor.

Eu disse no título do post que inveja mata. Infelizmente não mata não. Mas deveria matar.

assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

5 comentários:

  1. Afff...!!!
    Inveja é um sentimento que mata mesmo!!!
    Sem mais comentários...!!!
    Sentimentos dos fracassados,mau- amados,mau-trepados,etc e tal.
    Bjsss...milll

    ResponderExcluir
  2. Pena que não mata, mas eu acho que devia matar.

    ResponderExcluir
  3. Amiga,
    não fica com inveja não,mas estou com uma unhas imensas.(Risos)
    Acho que vou ter que cortar porque estou digitando tudo errado.
    Abafa o caso!
    Bando de palavras com letras trocadas,repetidas...
    Afff...Depois que leio...quase morro de vergonha.

    ResponderExcluir
  4. Você pode não acreditar, mas toda vez que estou com as unhas bem grandes e bonitas e alguém diz: 'nossa, que unhas bonitas!' pode ter certeza que quebram pelo menos duas no mesmo dia, é batata!

    ResponderExcluir
  5. Amiga,modéstia parte...As únicas coisas que ainda prestam em mim.:meus cabelos e minhas unhas.
    Minhas unhas são duras,faço td a semana,tdos me perguntam se são de cilicone...mas é "dura de roer" e não quebram.Acabo cortando mesmo!!!
    Nem o "Olho Grande" quebram elas!(Risos)

    ResponderExcluir

Antes de deixar sua mensagem, por favor leia nossa Política de Publicação de Comentários.

Ratings by outbrain