31 de dez de 2008

Fofoca no escritório


O ambiente do escritório já é por si só competitivo e como há a convivência de pessoas de diversas origens normalmente é um pouco conturbado e nem sempre as partes se dão bem. Nada melhor para acirrar as antipatias e intrigas que uma fofoqueira de plantão.

A fofoqueira não está lá para trabalhar - isso fica bem claro pelo tempo que ela gasta cuidando da vida dos outros - e sim para infernizar a vida dos outros. Ela veio para semear a discórdia e tem um terreno fértil pela frente.

Um ambiente que deveria ser ético e favorecer o trabalho em grupo e a cooperação de repente está em pé-de-guerra, uns virando a cara para outros e puxando o tapete alheio. Nada pior que uma fofoqueira de primeira para botar água na fervura.

Fofoca é ruim em qualquer lugar, no escritório então... Pior que além de lançar suas sementes nocivas, pode comprometer - e em alguns casos até destruir - a carreira de alguém. E isso tudo nem precisa ser 'baseado em fatos reais', pode ser pura invencionice dela ou deduções criadas por sua imaginação fértil e maligna.

A fofoqueira deve ser neutralizada, se não for possível fazer isso com uma conversa direta com ela (de preferência com outros funcionários presentes) o caso deve ser levado à chefia, e aí ela vai colher o que andou semeando tão diligentemente.

Leia também:
Inveja mata!

assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

30 de dez de 2008

Diabos levem os vizinhos


Não estou falando de todos os vizinhos, mas daqueles que incomodam a gente. E eles se dividem em várias categorias, senão vejamos:

  • barulhento - esse é uma praga, das 8 da manhã às 11 da noite bota no som a todo volume as últimas do Leandro, Roberta Miranda e afins. Pode ser pior, se ele for fã do Calipso ou RBD, ou ainda gostar só de uma música, aí você está perdido.
  • briguento - por dá cá aquela palha ele já está preparado pra briga, e pode ser até luta corporal que ele topa, se for na delegacia ele topa... se seu cachorro fizer pipi no pneu do carro dele prepare-se pra ouvir um monte!
  • fofoqueiro(a) - normalmente mulher, que não tem nada de melhor pra fazer do que trazer as últimas (sempre ruins) da vizinhança pra te contar, atrasando seu rotina. E pode ter certeza de que é melhor ficar de boca fechada ou tudo o que você disser pode (e será) usado contra você, na casa do próximo vizinho que ela visitar.
  • reclamão - tudo o que você fizer irá incomodar esse vizinho, se você parar o carro um tantinho assim, ó, 100 metros perto do portão da garagem dele ele vai reclamar, se você lavar a calçada e molhar a dele, ou se a água escorrer no meio-fio em frente da casa dele ele vai reclamar.
  • falsão - esse arreganha os dentes e te acha o máximo pela frente mas pelas costas fala um monte de você. Com um vizinho desses, quem precisa de inimigos? Ele só vê o que você tem de pior e com certeza irá depor contra você quando sua mulher entrar com o pedido de divórcio.
  • creuza - essa vizinha vai fazer de tudo pra conquistar seu marido, e se não conseguir vai espalhar pra todos que 'só não foi em frente porque ficou com dó de você, porque o seu marido vive dando em cima dela'. Normalmente casada, de mal com a vida e mal-amada, ela vai fazer de tudo pra mudar pra sua casa - sem você, claro.
Depois de conhecer esses 'tipos' na certa você já está com vontade de mudar pro Deserto do Sahara ou pra Faixa de Gaza. Eu já estou preparando a mudança...

Leia também:
Compartilhando músicas

assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

29 de dez de 2008

Um momento... sua ligação é muito importante para nós



Quem já não ouviu essa frase irritante pelo menos uma vez na vida? E o pior é que é dita com um tom maquinal, está na cara que de sincera não tem nada. E você lá esperando, congelando, criando teia de aranha enquanto o atendente fica procurando uma desculpa esfarrapada qualquer para NÃO resolver o seu problema.

Você sabe como é, até prova em contrário as empresas sempre têm razão. Mas não tem que ser assim, agora há uma nova lei dos call centers, que eles têm que cumprir. Não podem mais colocar trocentos milium menús pra você ficar apertando botãozinho e lá no 15º haver a opção: se quiser falar com um ser humano digite 4983702387465293476652453. E esse 'ser humano' pode ter o cérebro menor que de uma ameba, mas tem que solucionar seu problema na primeira, não pode ficar te transferindo a seu bel-prazer.

Também ficam obrigados a manter a gravação das ligações por 60 dias, ou seja, quando dizem 'essa ligação está sendo gravada' pode acreditar pois está mesmo. Portanto seja claro e exija o mesmo do atendente. Se ele der uma porcaria de um número de protocolo anote, anote o nome de quem te atendeu e também o prazo para a solução do seu problema.

Se o prazo acabar e nada acontecer, ligue de novo com o código de protocolo em mãos. Faça valer seus direitos de consumidor, não permita que te façam de palhaço.

(Conheça as mudanças na lei de telemarketing.)

Leia também:
Empresas de telefonia celular burlando a lei
Será que ninguém faz nada direito?


assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

28 de dez de 2008

Celular, internet e telefone fixo


Não sei você, mas eu fico p... da vida quando meu celular fica sem sinal, quando não consigo enviar SMS, quando me prometem uma coisa e fazem outra. Sabe aquelas promoções que as operadoras anunciam e aí você resolve aderir e sempre tem um mas...? Pois é.

Aí você cai na besteira de ligar pra reclamar mas as operadoras SEMPRE ESTÃO COM A RAZÃO, não adianta. Isso se você conseguir falar com alguém e que esse 'alguém' tenha digamos... pelo menos uns 60 de QI. Aí você espera (sentado, pra não morrer de fadiga) por uns 300 minutos enquanto te transferem de um para outro, fica mudo (não se enganem, está mudo mas eles ouvem TODAS AS PRAGAS que você roga), toca musiquinha irritante e... 'espere só mais um minutinho, senhora'.

Se você também está cansado de tanto ser enrolado e pensou que já tinha visto tudo, agora tem a tal da 'portabilidade', que está na cara que vão arranjar 'n' maneiras de driblar, vão criar tudo quanto é obstáculo só pra ver se você desiste. Eu não desisto. Sou brasileira, uai!

Para saber sobre seus direitos e deveres ou apresentar reclamações de operadores, prestadores de serviço de internet ou telefonia fixa, visite o site da Anatel, que pode ser bem informativo e importante para você argumentar caso esteja com problemas e sua operadora não esteja fazendo a mínima questão de resolver. Só de citar a palavra 'Anatel' eles já começam a se movimentar.

assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

25 de dez de 2008

Mensagem de Natal

Feliz Natal a todos os leitores e visitantes do blog!


assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

20 de dez de 2008

Ódio útil

Já faz um tempinho que estou aqui partilhando meus odiozinhos particulares - e alguns grandes ódios coletivos também - e algumas pessoas se solidarizam comigo porque também já passaram por aquilo e sentiram o mesmo que eu. Mas fiquei pensando que apesar do desabafo a coisa fica só nisso, então fica meio vazio, sabe? Algo assim sem utilidade nenhuma, então uma das minhas resoluções para 2009 é transformar esse blog não apenas em um local de distração como também que mostre algo de útil.

Tenho lá um outro blog, o Zaildianas, onde desenvolvo umas teorias, claro, as "teorias zaildianas". Já dizia uma amiga minha que minhas teorias só funcionam bem pra mim e ela até tinha uma certa razão, porque pra botar em prática a pessoa primeiro tem que preencher alguns requisitos:

  • Não ser covarde.
  • Não ter medo de pagar mico.
  • Não roer a corda por causa das consequências.
  • Não ceder à pressão.
  • Fazer tudo direitinho até o fim.

Como toda teoria, se não for colocada em prática com fé e coragem, assumindo todas as consequências e sem medo de nada ou ninguém, não dá certo mesmo. Portanto para 2009, vou matar a cobra e mostrar o pau. E vou deixar em aberto para quem quiser também dar seu palpite. Vamos dar um jeito de acabar de vez com tudo o que nos incomoda, chateia ou atrapalha. E que 2009 seja um ano só de amor e paz, sem ódio nem de mentirinha como aqui no blog.

É, companheiros e companheiras, o espírito de natal baixou até aqui, nesse recanto destinado a destilar (como descrevem alguns) ironia cáustica e sarcasmo ácido (os adjetivos não são meus) dedicados às cagadas de nosso governo e à lentidão de algumas instituições que - pelo menos teoricamente - deveriam facilitar nossa vida. Vamos pegar os limões que a vida nos oferece e fazer uma fantástica caipirinha para celebrar o natal e a virada do ano.

assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

18 de dez de 2008

As chamadas dos programas

As chamadas são uma forma de os programas nos informarem dos assuntos que serão tratados, as reportagens que serão apresentadas e assim por diante. Mas fico p... da vida quando ficam o programa todo dizendo: "e no próximo bloco..." e anunciam aquilo que a gente quer ver, só que é sempre no próximo bloco!

Outro dia estou em casa muito sossegada quando minha filha me liga, avisando que vão passar no Jornal Nacional uma reportagem sobre blogueiros. Está na cara que na hora sintonizei e fiquei lá de plantão. De próximo bloco em próximo bloco anunciaram a reportagem a noite toda e lá bem no final apresentaram a dita cuja.

Pior é que não foi bem o que eu esperava, foi superficial demais. Acho que era dirigida apenas a quem não é blogueiro nem sabe o que é isso. E eu fiquei me xingando mentalmente por esperar a noite toda por aquilo.

Será que se pode processar um canal de TV por dizer que no próximo bloco vai apresentar um quadro e dizer isso dezenas de vezes, só apresentando o que você quer ver no final do programa? Sim, porque é propaganda enganosa, "próximo bloco" pra mim significa o bloco seguinte àquele que se viu e não 2 ou 3 depois. E isso prende a gente, acabamos vendo um monte de lixo que absolutamente não nos interessa.

Tudo bem que é um recurso para prender você na frente da TV mas também é uma forma de te enganar, concorda? E eu não sei quanto a você, mas eu detesto ser enganada.

assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

17 de dez de 2008

Será que falta assunto?

A TV como guia

Tendo os noticiários de TV como guia, basta aparecer alguma notícia tratada pela imprensa de forma sensacionalista para atrair audiência e um monte de blogueiros já entra na onda. Foi só acontecer a cobertura em rede nacional e ao vivo da TV no caso Eloá que o assunto pipocou em tudo quanto é blog.

É claro que quando um assunto está nas bocas a gente não resiste a acaba comentando, afinal é sobre o que se fala no momento, até em festas e reuniões sociais acontece de o assunto aparecer. Mas comentar é uma coisa, esmiuçar o assunto à toda hora é um saco.

Falta de opções

Quem gosta de ler blogs como eu acaba ficando sem opção. No caso Eloá, por exemplo, primeiro mostravam os vídeos em tudo quanto é blog. Depois as fotos do orkut. Teve gente que até criou blog só para falar sobre o assunto. Comentar é uma coisa, aproveitar um assunto que esteja em pauta para conseguir visitantes - e consequentemente faturar uns trocados em cima - é uma atitude que considero não muito ética.

Leitores do blog

Quando o leitor visita um blog e gosta do assunto nele tratado costuma voltar, mas se por acaso o escritor começa a recheá-lo de assuntos sensacionalistas para conseguir novos leitores corre o risco de perder aqueles leitores antigos que cativou com trabalho sério de muitas horas. E o visitante novo só está em busca do que está na mídia, logo irá para outros blogs que contém o mesmo assunto - já que há milhares deles - e não volta mais.

Criando uma marca com trabalho sério

É claro que eu sei o que traria muitos leitores aqui e faria meu blog bombar do dia para a noite. Bastaria recheá-lo de notícias copiadas, botar umas fotos aqui e ali e uns vídeos para agradar aos mais exigentes. Tudo sobre o assunto que é a bola da vez. Mas em pouco tempo esse deixaria de ser o Livro do Ódio para ser um blog como há milhões de outros por aí. E isso eu não quero, quero continuar falando sobre o que me irrita aqui, e os visitantes que se solidarizarem comigo ou se identificarem com as situações que narro vão se tornar leitores - pelo menos é o que eu espero.

Concorrência

É claro que alguns talvez prefiram ler sobre os assuntos do momento, mas para isso há as páginas do UOL, do Yahoo e do Google notícias. Se eu aderisse ao esquema estaria me tornando apenas mais um, e a idéia não é essa. Respeito a concorrência, mas aqueles que só falam sobre o assunto do momento, a não ser que tenham um blog especificamente para isso, curvaram-se ao poder econômico, e em vez de adicionar algo à internet estão apenas dividindo entre si os despojos de uma massa falida que a TV explora diariamente, razão pela qual muitos a desligam e procuram algo diferente na internet.

assinatura

Gostou do blog? Recomende e volte sempre!
Contato

Ratings by outbrain