13 de jan de 2008

Essa mania de estrelas

A coisa que já começou o ano me engasgando foi o meu timão indo pra segundona. E aturar as piadinhas de final de ano: "natal esse ano cai na terça, corintiano comemora na segunda". Ah, ah, ah, ah, tô morrendo de rir...
E não é que o que ninguém achava que ia acontecer nunquinha aconteceu MESMO? Mas é óbvio pra quem se deu ao trabalho de assistir aos jogos que isso ia acontecer mesmo. Discordo plenamente de "uns e outros" que aderindo à turma do besteirol (daqueles que só aparecem na TV pra falar bobagem) quando dizem que "só se ganha jogando um bom futebol". Ora, desde que me entendo por gente e comecei a ver jogo de futebol (na copa de 70) que me ensinaram que no futebol o que ganha jogo é gol. Funciona de forma muito simples e se isso for muito complicado pra certos dirigentes e treinadores, funciona assim: a cada jogo quem faz mais gol ganha, quanto mais jogos ganha o time, mais pontos acumula, vai subindo na classificação e no final quem tiver mais pontos ganha a competição.
Simples pra nós mas não tanto pra eles lá, que cuidam disso. E estava na cara de quem quisesse ver que o time estava indo pro buraco.
Se culpas há, devem ser distribuídas: para aqueles que contrataram estrelas que não desceram de seu pedestal pra jogar; para aqueles que não tiveram coragem de botá-las no banco mesmo quando não renderam nada; para aqueles que se preocuparam mais com sua própria carreira que pelo desempenho de seu (nosso) time; para aqueles que por pura incompetência viram o barco afundar e olharam pro outro lado.
Espero que para 2008 aprendar a honrar a camisa que vestem, a deixar de dizer bobagens na TV pra justificar suas asneiras e principalmente que comecem a jogar, seja futebol bonito, bom futebol, ou simplesmente um feijão-com-arroz, mas por favor: TRAGAM UMA MEDALHA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de deixar sua mensagem, por favor leia nossa Política de Publicação de Comentários.

Ratings by outbrain