26 de jan de 2008

Tipo assim, mil coisas, tá ligado?

Você não odeia conversar com adolescente e ouvir aquelas frases sem o menor sentido, ou melhor, que vem num dialeto tão ininteligível quanto digamos, idioma de esquimó? E de "tipo assim" em "tipo assim" tentamos entender o que anda pelas cabecinhas dos jovens.

Convivo com muitos adolescentes, sou professora, e acho que aos poucos vou pegando o sentido da coisa. Viajando na maionese a princípio, mas pegando fácil. Pra ajudar os que também sofrem com esse conflito oral de gerações, algumas dicas preciosas sobre algumas expressões frequentes, no mais puro e singelo exemplo de "dialeto adolescente":

Qual é, tá me tirando? - expressão das mais perigosas, significa que alguma coisa impensada que você falou conseguiu atravessar a barreira de chumbo da apatia juvenil e surtiu efeito - contrário, claro. Quer dizer que você tocou um nervo sensível e provavelmente terá que arcar com as consequências de seu ato quase criminoso. Recomendo calma e uma semana sem sermões pra ver se as coisas se acalmam nesse período.

mil coisas - apesar da abundância numérica, quer dizer absolutamente nada. Não se preocupe com essa frase e tente ir mais a fundo na questão. Em outras palavras, equivale ao nosso "sem nada a declarar".

tipo assim - significa apenas que o adolescente tem algo a dizer e essa expressão serve apenas pra que você fique atento pra não perder nem uma palavra dessa ocasião memorável - e rara!

tá ligado - algo como "entendeu agora, seu babaca?", mas não se ofenda, pode ser que um dia você venha realmente a entender, aí então poderá se ofender.

viajou na maionese - significa que você entendeu tudo errado, ou que disse alguma besteira que o adolescente não conseguiu entender (novidade!!!).

Outras expressões usadas pelos jovens serão oportunamente investigadas, entretanto não resta muito material já que o vocabulário juvenil é assustadoramente limitado, cheio de expressões e palavras puramente retóricas que não querem dizer absolutamente nada.

Qualquer dica que alguém tenha aí sobre esse assunto será muito oportuna, nessa nossa eterna luta pra tentar estabelecer algo que pelo menos de longe se assemelhe a um diálogo com essa geração que tomará nosso lugar em alguns anos. E isso me faz pensar em como será nosso futuro. Tipo assim: mil coisas, tá ligado?

(escrito por Zailda Mendes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de deixar sua mensagem, por favor leia nossa Política de Publicação de Comentários.

Ratings by outbrain